segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Big Star - #1 Record 1972



O Big Star foi formado em 1971 em Memphis, Tennessee, por Chris Bell (guitarra, vocais), Andy Hummel (baixo) e Jody Stephens (bateria). Pouco depois, o guitarrista e vocalista Alex Chilton (ex-The Box Tops) juntou-se a eles. Todos os quatro contribuíam nas composições e vocais, com Chilton e Bell como a principal equipe de colaboradores (inspirados na dupla Lennon/McCartney dos Beatles)

O nome da banda veio de um supermercado de Memphis, e só foi decidido durante as sessões de gravação de seu álbum de estréia, #1 Record, lançado em 1972. Problemas de distribuição com a gravadora Ardent Studios resultaram em vendas mínimas.

Bell, enfrentando problemas de depressão e desapontado com o fracasso comercial do álbum, deixou o grupo em 1972 para seguir carreira solo. Pouco depois o Big Star foi dissolvido por um breve período, retornando para lançar Radio City, em 1974, álbum que trazia duas das mais conhecidas canções da banda, "September Gurls" e "Back of a Car". Embora não-creditado, Bell contribuiu na composição de algumas canções, como "O My Soul" e "Back of a Car". Apesar de aclamado pela crítica, Radio City não vendeu bem; Hummel deixou a banda, sendo substituído por Jon Lightman.

Depois de gravar algumas faixas para um disco duplo no final de 1974, a banda novamente se separou. Third, como foi então chamado, só seria lançado em 1978.

Chilton e Stephens reuniram-se em 1993 com Jon Auer e Ken Stringfellow no lugar de Bell (que morreu em um acidente de carro em 1978) e Hummel (que largou a música para ser engenheiro-de-som) para tocar na Universidade de Missouri. Em seguida vieram turnês pela Europa e Japão. Em 2000 o Big Star foi apresentado a uma nova geração de fãs depois que uma versão de sua música "In The Street" foi usada como tema para o programa televisivo That 70's Show durante a temporada de 1998.

A nova formação da banda voltou ao Ardent Studios no começo de 2004 para gravar um novo álbum. Intitulado In Space, foi lançado em 27 de setembro de 2005.

Em 2010 morre Alex Chilton, de causas não reveladas, aos 59 anos.

Fonte: Wikipédia

Link:
https://rapidshare.com/files/3098821131/1972__1_Record_-_Big_star.zip
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

domingo, 30 de outubro de 2011

Emerson, Lake & Palmer: Progressive Rock Greats

Emerson, Lake & Palmer (ou ELP) é uma banda de rock progressivo britânica formada nos anos 70 por Keith Emerson (teclado), Greg Lake (guitarra, baixo e vocais) e Carl Palmer (bateria). Entrou para história da música por ser a primeira banda de rock a levar um sintetizador, na época um aparelho gigantesco, monofônico e analógico, para um show, em fins da década de 1960. Entre os seus sucessos, destacam-se From the Beginning, Lucky Man e Ces't la vie.
A banda foi formada em 1970. Seu nome quase foi Hendrix, Emerson, Lake, and Palmer (ou HELP). Em 1969, Keith Emerson estava tocando com os The Nice, e Greg Lake estava tocando com o King Crimson. Após tocarem nos mesmos concertos algumas vezes, os dois tentaram trabalhar em conjunto, mas perceberam que seus estilos não eram compatíveis, mas sim complementares. Eles desejavam se tornar uma banda composta por teclado, baixo e bateria, molde que Emerson já vinha desenvolvendo com o The Nice, e então saíram a procura de um baterista. Antes de confirmar Carl Palmer na banda, Mitch Mitchell (do The Jimi Hendrix Experience) foi contactado. Ele não se interessou mas passou a idéia para Jimi Hendrix. Hendrix, cansado de sua banda e querendo experimentar idéias diferentes, expressou interesse em tocar com o grupo. Por conflitos nas agendas dos músicos isso não foi possível inicialmente, mas o plano era unir Hendrix no Isle of Wight Festival (em 1970). Infelizmente Hendrix faleceu, reduzindo a banda à Emerson, Lake and Palmer.

Os primeiros quatro anos foram muito férteis em criatividade. Lake produziu os primeiros seis álbuns da banda, começando por Emerson, Lake and Palmer (álbum) em 1970, que continha o hit Lucky Man. Tarkus (de 1971), foi o primeiro álbum conceitual de sucesso da banda, descrito como uma história de evolução reversa. A gravação ao vivo de 1971 da interpretação da obra de Modest Mussorgsky Pictures at an Exhibition foi um sucesso, o que contribuiu para a popularidade da banda. O álbum de 1972 Trilogy continha o single mais vendido da banda, From the Beginning.

No final de 1973, o álbum Brain Salad Surgery foi lançado, se tornando o álbum de estúdio mais famoso da banda. As letras foram parcialmente escritas por Peter Sinfield, que foi o criador do conceito King Crimson e único letrista em seus primeiros quatro álbuns. As subsequentes turnês mundiais foram documentadas em uma gravação ao vivo tripla, intitulada Welcome Back my Friends to the Show that Never Ends.

Sua maior apresentação foi o modesto show Isle of Wight Festival, em agosto de 1970, um dos últimos grandes festivais da era Woodstock. No final da apresentação, Emerson e Lake atiram de dois canhões posicionados nas laterais do palco. Em abril de 1974, o ELP era a atração principal do California Jam Festival, sobrepondo banda como Deep Purple. O evento foi televisionado em todo os Estados Unidos, e é considerado como o auge da carreira da banda.

O som do ELP era dominado pelo órgão Hammond e pelo sintetizador Moog de Emerson. As composições da banda eram muito influenciadas pela música erudita do período clássico, com adições de jazz e hard rock. Pode-se dizer que, pelas citações clássicas, a banda se encaixa também no sub-gênero do rock sinfônico.

Em apresentações a banda exibia uma mistura de virtuosidade musical e desempenhos teatrais. Seus shows extravagantes e muitas vezes agressivos receberam muita crítica, apesar de espetáculos do rock posteriores terem extrapolado muito mais nesses quesitos. O teatro se limitava a carpetes persas, um piano girando e um órgão Hammond sendo molestado no palco (era sempre o mesmo órgão, modelo L100, sendo sempre reparado durante a noite para o próximo show). Outro fator incomum era que Emerson levava um sintetizador Moog completo (um enorme e complexo instrumento nas melhores condições) para as apresentações, o que adicionava grande complexidade para a realização das turnês.

O ELP parou por três anos para reinventar sua música, mas perdeu contato com a cena musical em transição. Fizeram turnês pelos Estados Unidos e Canadá em 1977 e 1978, com os álbuns “Works vol.2” e “Love Beach”, onde ocorreram certas críticas negativas da impressa e mesmo dos fãs mais incondicionais. No próximo período lançaram também inúmeras coletâneas e registros ao vivo: “Welcome back my friends to the show that never ends. Ladies and gentlemn: Emerson, Lake & Palmer” (74); “In Concert” (79) ; “Best of Emerson lake & Palmer” (80)para manter o contato direto com seu público. Mas com a expansão dos movimentos disco, punk e new wave, a banda não conseguiu mais se manter como inovadores da música. Eles terminaram a banda por conflitos pessoais.


Seu último álbum de estúdio foi Love Beach, em 1978, sendo ignorado pelo próprio trio, que admitiu que ele representava somente obrigações contratuais. Não somente a imprensa mas também os fãs consideraram que a banda estava cansada, algo que Lake admitiu em várias entrevistas. Side One consiste de várias músicas curtas, em uma tentativa de emplacar canções na cena pop. Em Side Two, Memoirs of an Officer and a Gentleman é uma narração de quatro partes da história de um soldado na Segunda Guerra Mundial, com tons de tragédia e triunfo. A capa do álbum mostrou o lado ridículo da banda, e Palmer cita que eles estavam parecendo os Bee Gees.
Retorno parcial

Em 1985, Emerson e Lake reformaram o Emerson, Lake & Palmer, e o chamaram de Emerson, Lake & Powell desta vez com o baterista de heavy metal Cozy Powell. Palmer não aceitou participar da reunião, preferindo se manter com o Asia. Rumores também ligavam Bill Bruford à nova formação, mas o ex-baterista do Yes estava com o King Crimson e seu novo grupo Earthworks. Emerson, Lake & Powell teve sucesso razoável, com o single Touch and Go gerando espaço nas rádios e na MTV. Apesar disso, a tensão já antiga entre Lake e Emerson resurgiu na turnê de 1986. Emerson e Palmer posteriormente se uniram a Robert Berry para formar a banda 3, que não obteve sucesso.


A formação original da banda resurgiu em 1992, com o álbum de volta Black Moon. As turnês de 1992 e 1993 tiveram bastante sucesso, culminando com a apresentação no Wiltern Theatre em Los Angeles no início de 1993. Mas nessa época Palmer estava sofrendo da síndrome do túnel carpal enquanto que Emerson estava em tratamento por lesão por esforço repetitivo e também sofreu um acidente de moto que afetou seriamente um tendão de sua mão direita, causando perda da habilidade técnica que antes possuía. Não foi surpresa que o álbum seguinte, In the Hot Seat (1994), não tenha tido muita resposta do público e da mídia, contendo composições modestas e performance fraca de Emerson.

Após sessões de fisioterapia e cirurgias, Emerson recuperou os movimentos da mão satisfatoriamente, de modo que o Emerson, Lake e Palmer pôde entrar em turnê novamente. As últimas turnês da banda foram em 1996, 1997 e 1998. Eles se apresentaram no Japão, América do Sul, Europa, Estados Unidos e Canadá. Seu último show foi em San Diego, Califórnia, em 1998. Conflitos sobre o novo álbum conduziram a um novo fim da banda. Lake insistiu em produzir o novo álbum, já que ele havia produzido todos os grandes álbuns do ELP na década de 1970. Emerson reclamava em público (pela Internet) que, apesar dele e Palmer estarem trabalhando diariamente para manter suas qualidades musicais, Lake não fazia o mesmo esforço.

Emerson fez turnê pelo Reino Unido com sua antiga banda The Nice durante 2003 passando a fazer apresentações com sua Keith Emerson Band de 2004 a 2006. Em 2008 finalmente lançou seu primeiro álbum de estúdio com canções inéditas desde Black Moon, intitulado Keith Emerson Band featuring Marc Bonilla, incluindo composições que fariam parte do álbum que o ELP pretendia lançar após sua última turnê. Palmer excursionou com a Carl Palmer Band, até retornar ao Asia em 2006 na volta de sua formação original. Lake fez turnê pelos Estados Unidos com Ringo Starr em 2001 e mais recentemente gravou com o The Who, voltando a eventuais apresentações solo.

Para surpresa de muitos, no final de 2009 a Classic Rock Magazine anunciou que ELP seria uma das atrações principais da primeira edição do High Voltage Festival. Tal evento foi realizado em julho de 2010 na cidade de Londres. Para o ELP veio a ser uma celebração dos 40 anos do grupo. Antecedendo o acontecimento, Emerson e Lake excursionaram pelos Estados Unidos no primeiro semestre desse ano apresentando novos arranjos de canções consagradas da banda. Segundo Lake, todos conversaram sobre a possibilidade de realizar novos shows e colaborar com novas composições após a apresentação no Festival, demonstrando que as diferenças do passado foram aparentemente superadas.
Membros Antigos

Keith Emerson - teclado (ex-Nice)
Greg Lake - guitarra, baixo, vocal (ex-King Crimson)
Carl Palmer - bateria, percussão (ex-Atomic Rooster

1970 - Emerson, Lake and Palmer
1971 - Tarkus (álbum)
1972 - Pictures at an Exhibition
1972 - Trilogy
1973 - Brain Salad Surgery
1975 - Lucky Man
1977 - Works Volume 1 (álbum duplo)
1977 - Works Volume 2
1978 - Love Beach
1986 - Emerson, Lake and Powell (como Emerson, Lake & Powell)
1988 - To the Power of 3
1992 - Black Moon
1994 - In the Hot Seat

Fonte: Wikipédia
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

Atlantis - It's Getting Better 1973

Banda de rock progressivo alemã com a cantora Inga Rumpf.
Link:
https://rapidshare.com/files/4251481771/It_s_Getting_Better__1973_.zip
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

sábado, 29 de outubro de 2011

Uriah Heep - Demons and Wizards 1972

Link:
https://rapidshare.com/files/4219034875/UriahHeep1972_-_Demons___Wizards.rar
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Genesis - Progressive Rock Greats


Origem: Godalming, Surrey, Inglaterra
País: Reino Unido
Gêneros: Rock progressivo
Rock neoprogressivo
Rock sinfônico
Pop rock
Soft rock
Art rock
Período em atividade: 1967 - 1999; 2006 - atualmente
Gravadora(s): Decca Records
Charisma Records
Virgin Records
EMI Records
Atlantic Records
Página oficial: www.genesis-music.com
Integrantes:
Mike Rutherford
Tony Banks
Phil Collins
Chester Thompson
Daryl Stuermer
Ex-integrantes:
Ray Wilson, Peter Gabriel, Steve Hackett, Anthony Phillips, Chris Stewart, John Silver, John Mayhew

Genesis é uma banda britânica de rock progressivo formada em 1967, quando os seus fundadores Peter Gabriel, Mike Rutherford, e Tony Banks ainda estudavam na Charterhouse School. O grupo alcançou enorme sucesso nas décadas de 1970, 1980 e 1990.

Com aproximadamente 150 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, a banda Genesis está entre os trinta maiores artistas de todos os tempos. É amplamente conhecida por duas fases musicais diferentes. Na fase inicial da carreira, suas estruturas musicais complexas, instrumentação elaborada e apresentações teatrais a tornou uma das bandas mais reverenciadas do rock progressivo na década de 1970. Criações clássicas da banda nesse período incluem a canção de 23 minutos "Supper's Ready" do álbum Foxtrot de 1972, além do álbum conceitual de 1974 The Lamb Lies Down on Broadway. A partir da década de 1980, sua música tomou um caminho distinto em direção ao pop, os tornando mais acessíveis para a cena musical.

Em 18 de outubro de 2006, a BBC anunciou que os membros do Genesis, incluindo Phil Collins, Mike Rutherford e Tony Banks, aceitaram reunir-se para uma turnê mundial e explorando a possibilidade de gravação de um novo material.
A presença marcante de Peter Gabriel nos palcos foi um dos fatores de sucesso da primeira fase da banda.

Os Genesis gravaram o seu primeiro álbum From Genesis to Revelation em 1968 depois de fazerem um acordo com Jonathan King, um compositor e produtor que teve um single de êxito na altura chamado "Everyone's gone to the moon". A banda gravou uma série de músicas reflectindo o estilo pop leve dos Bee Gees, de quem King era grande admirador, tendo King juntado estas músicas num pseudo álbum conceptual juntando-lhe arranjos de cordas. O álbum foi um terrível fracasso e a banda sentindo-se manipulada por King disse-lhe que se tinham separado, de modo a conseguirem quebrar o contracto que tinham com ele. Até hoje King é abominado pela banda e seus fãs, por dizer que foi ele quem deu nome ao grupo e por ter sempre tentado ganhar os direitos do primeiro álbum para regravação.

A marcha dos Genesis continuou, tocando onde conseguiam. Acabaram por fazer outro contrato com a Charisma Records. Devido às actuações ao vivo a banda começou a ser conhecida por melodias hipnóticas, que eram muitas vezes também, escuras, assombradas e com uma sonoridade medieval, Anthony Philips deixou a banda em 1970 a seguir ao lançamento de Trespass devido a discordâncias quanto ao rumo que a banda estava a seguir e a episódios de medo do palco. A partida de Phillips foi bastante traumática para Banks e Rutherford que devido a Phillips ser um membro fundador, tinham dúvidas sobre se deveriam ou não continuar sem ele. Eventualmente os restantes membros reuniram-se renovando o compromisso com os Genesis e afastando John Mayhew no acordo. Steve Hackett e Phil Collins juntaram-se ao grupo após terem respondido a anúncios no Melody Maker e realizado audições com sucesso. Em 1971 editam Nursery Cryme.

Em 1972 é editado o álbum Foxtrot que continha a faixa de 23 minutos “Supper’s ready” e “Watcher of the skies” inspirado em Arthur C. Clarke; a reputação dos Genesis como compositores e intérpretes sai solidificada. A presença em palco extravagante e teatral de Peter Gabriel que envolvia numerosas mudanças de vestuário e histórias surreais contadas como introdução para cada música, fizeram da banda uma das mais faladas no princípio dos anos 1970, principalmente no que dizia respeito a espectáculos ao vivo. Selling England by the Pound, editado em 1973, é aplaudido tanto pela crítica como pelos fãs por quem é normalmente considerado como o seu melhor trabalho. Clássicos como “Firth of Fifth” e “Cinema Show” seriam peças fundamentais nos concertos da banda durante muitos anos. A banda depressa se aventurou num projecto muito mais ambicioso, o álbum conceptual The Lamb Lies Down on Broadway, que foi editado em Novembro de 1974.

Peter Gabriel deixou a banda em 1975 a seguir à digressão de divulgação de The Lamb Lies Down in Broadway por se sentir cada vez mais separado da banda, tendo o seu casamento e o nascimento do primeiro filho ajudado a aumentar essa tensão pessoal. Os outros membros do grupo escreveram praticamente todas as músicas do álbum, tendo Gabriel limitado-se a escrever a história e as letras sozinho. O primeiro álbum solo de Gabriel, Peter Gabriel I de 1977 continha “Solsbury hill”, uma alegoria à sua saída dos Genesis.

Após considerarem vários substitutos para Gabriel, decidiram que Phil Collins iria substituí-lo, mudando assim a forma da banda de um quinteto para um quarteto. Para surpresa de muita gente, Collins provou ser o vocalista ideal para a banda, já que havia quem achasse que a banda cairia na miséria sem Peter Gabriel. A Trick of the Tail e Wind and Wuthering, editados com um ano de intervalo um do outro, foram bem recebidos na generalidade, demonstrando que os Genesis afinal eram mais do que uma banda de suporte do seu ex-líder. Bill Bruford, acabado de sair dos King Crimson, juntou-se ao grupo na digressão de 1976 como baterista e mais tarde, Chester Thompson (veterano dos Weather Report e de Frank Zappa) tomaria conta da bateria nos concertos, deixando Collins livre para o vocal.

Em 1977 Steve Hackett deixou o grupo. Para o seu lugar foi chamado Daryl Stuermer. A saída de Hackett reflectiu no título do álbum seguinte And Then There Were Three, pois o grupo passara a ser um trio. Este álbum iniciou também outra grande alteração, com a banda a afastar-se das músicas longas e a entrar no formato mais curto e amigável para as rádios; este álbum conseguiu o primeiro single de êxito nos Estados Unidos com "Follow you follow me". Seguiu-se Duke que atingiu a platina e que trouxe mais dois grandes êxitos para a banda, "Turn it on again" e "Misunderstanding". O êxito dos Genesis pelos anos 1980 estava assegurado, embora muitos fãs da era Gabriel se sentissem alienados. Cada álbum tornava-se mais e mais comercial e as audiências aumentavam na mesma proporção.

Dois anos depois de lançar Abacab, em 1981, o álbum Genesis ainda trazia algumas composições próximas no progressivo como "Mama" e "Home by the Sea", esta conhecida pelas duas versões, uma delas totalmente instrumental. Em 1986 é lançado Invisible Touch, de longe o maior sucesso de vendas do público, com mais de 20 milhões de cópias vendidas. Hits como "Invisible Touch", "Tonight Tonight Tonight", a romântica "In too Deep" e "Throwing It All Away" pegam de assalto as paradas de sucessos de todo o mundo, além do bem-sucedido videoclipe de "Land of Confusion" na MTV. Nos fins dos anos 1980 e princípios de 1990, a banda tocava regularmente em grandes estádios por todo o mundo e em Julho de 1987, tornaram-se mesmo os primeiros a tocar quatro noites seguidas no estádio de Wembley.

Os concertos da banda aumentaram consideravelmente devido à sua aderência à tecnologia de ponta. Os Genesis foram a primeira banda a usar "Vari*Lites", ecrãs gigantescos e o sistema de som "Prism", todos eles agora, objectos normais em qualquer grande espectáculo.
Com a saída de Collins, Ray Wilson é escolhido para o substituir.

Entretanto, Collins tornou-se uma super estrela, ao manter paralelamente uma enorme carreira a solo, na produção, como actor televisivo, designadamente na série Miami Vice, tocando bateria como convidado em digressões de Robert Plant e Eric Clapton. O seu sucesso a solo pode ter influenciado o sucesso e a direcção musical dos Genesis. Muitos terão visto o dobrar dos sinos da banda quando Collins abandonou o grupo em 1996. Banks e Rutherford continuaram e elegeram o ex- Stiltskin Ray Wilson para o substituir. O álbum Calling All Stations vendeu bem em toda a Europa mas não teve grande sucesso nos Estados Unidos, onde o hip-hop, o rock alternativo e o teen pop suplantavam o rock clássico nas tabelas de vendas. Por este motivo o grupo cancelou uma digressão que estava planeada para esse país.

Para todos os efeitos a banda dispersou-se, mas os seus membros individualmente (incluindo Phillips e Hackett, mas excluindo Gabriel) continuam a manter contactos regulares e não puseram de parte a eventualidade de uma reunião. Tony Banks diz que a banda está a descansar, e Collins, que entretanto começou a perder a audição de um ouvido, diz estar esperançado que a formação original, incluindo Gabriel possam vir a tocar juntos outra vez.

A formação clássica gravou em 1999 uma nova versão de "Carpet crawlers" (embora o tivessem feito separadamente) para um Greatest Hits, e a maioria dos membros originais envolveram-se na edição de Archive, uma compilação em duas caixas de CDs.

Alguns pronunciamentos de Collins, Hackett e Gabriel no final de 2005 sobre um provável retorno do grupo e um encontro entre os membros da banda na Suíça em janeiro de 2006 estimularam as especulações dos fãs do grupo acerca de um possível regresso. Apesar de um desmentido da produtora da banda sobre esse fato, rumores sobre uma possível reunião em meados de 2007 circularam na Internet durante quase todo o ano de 2006.

Após muita especulação sobre a reunião, Tony Banks, Phil Collins e Mike Rutherford anunciaram a turnê de reunião "Turn It On Again" em 7 de novembro de 2006, quase quarenta anos após a formação da banda. Foi confirmado que a primeira parte da turnê seria na Europa, em doze países, começando em Helsinki, Finlândia em Junho de 2007 e terminou em Roma, Itália em Julho. A turnê então seguiu para os Estados Unidos para mais vinte concertos, encerrando-se em Outubro de 2007.

A ideia original era reunir também Peter Gabriel e Steve Hackett e executar a turnê para The Lamb Lies Down on Broadway. A princípio, Peter Gabriel aceitou o convite para apresentar-se, mas não gostaria de comprometer-se com a turnê, o que acabou levando a sua saída da reunião. Hackett também recusou o convite mas mantém boas relações com o resto da banda. Em seu sítio oficial o músico expressa, inclusive, desejo de sucesso na reunião do Genesis. Diante disso, a formação da turnê foi a que vem se repetindo desde 1978: Phil Collins (voz e bateria), Tony Banks (teclados e vocais), Mike Rutherford (baixo, guitarras e vocais), Daryl Stuermer (guitarras, baixo e vocais) e Chester Thompson (bateria e sampler).

A banda e o produtor Nick Davis estão re-lançando álbuns antigos em 2007 no formato box-set pela Virgin Records, de Trespass a Calling All Stations, no formato 5.1. Um DVD também terá material extra incluindo vídeos promocionais e novas entrevistas sobre o período de lançamento de cada álbum presente.

Em 2008 foi lançado um DVD duplo com o show ocorrido em Roma, no encerramento da turnê europeia. Ele mescla sucessos da formação clássica (In The Cage, Afterglow, Cinema Show, The Carpert Crawlers, Los Endos, etc.) com os hits comerciais dos Anos 80 e 90 (Land of Confusion, Invisible Touch, No Son of Mine, etc.).

Pesquisa: Luis Henrique Brandão & Iben Ribeiro
Fonte: Wikipédia

Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

Pink Floyd - Meddle 1971


Discaço do Pink Floyd de 1971
Link:
https://rapidshare.com/files/502949751/Pink_Floyd___-_Meddle.zip
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Palcovivo Rockdivision!

Demorei um pouco pra ver esse post do excelente blog "Bandas do rock gaúcho forever".
Muito obrigado pelo incentivo!!!
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

terça-feira, 25 de outubro de 2011

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Bebeco Garcia - Eu sou um astonauta


Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

King Curtis - Get Ready 1970

King Curtis com um timaço de feras neste disco de 1970....
Partiçipações de: Eric Capton, Eric Gale, Delaney Bramlett, Jimmy Smith entre outros...
Link:
https://rapidshare.com/files/1163260425/Get_Ready.zip
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

domingo, 23 de outubro de 2011

King Curtis - King Size Soul 1967

Incluíndo o clássico "Memphis Soul Stew"
Link:
https://rapidshare.com/files/2193552109/King_Size_Soul.rar
Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

sábado, 15 de outubro de 2011

King Curtis - Um saxofone a serviço do rock Part 2


Em 1970, curtis apareceu com Aretha Franklin e os Kingpins no disco Aretha Live at the Fillmore West, para logo em seguida , lançar o seu própio King Curtis Live at Fillmore West, que íncluia uma versão de " Memphis Soul Stew" e um cover de Led Zeppelin: " Whole Lotta Love" , Isaac Hayes " I Stand Accused" e Stevie Wonder's " Signed, Sealed, Delivered I'm Yours". A formação para essas performances incluiam: Billy Preston - Hammond Organ Jerry Jemmott - Bass Guitar Cornell Dupree Guitar Bernard Purdie - Drums Truman Thomas - Eletric Piano Pancho Morales - percussion, além dos Memphis Horns.
Em julho de 71 curtis gravou solos de saxofone em " It's so Hard" e " I don't wanna be a soldier mamma I don't wanna die" do álbum de John Lennon "Imagine". Ele também gravou o tema original da série de tv " Soul Train", um megasucesso de 1971.
Por volta da meia noite do dia 13 de agosto de 1971, curtis estava mexendo na unidade de ar condicionado, que ficava abaixo da janela do seu apartamento na West 86th street na cidade de New York, quando viu que dois viciados estavam consumindo drogas na escadaria do seu prédio.Quando ele pediu para que fossem embora, começou uma discussão, a discussão se tornou acalorada e logo virou uma briga com um dos homens chamado Juan Montanez de 26 anos.
Montanez puxou uma faca e esfaqueou curtis no peito. Curtis ainda conseguiu tirar a faca do seu agressor e esfaqueá-lo 4 vezes antes de cair desmaiado. Montanez fugiu da cena do crime e curtis foi levado ao Roosevelt Hospital, aonde morreu pelos ferimentos menos de uma hora depois...
No dia do funeral de curtis, os escritórios da Atlantic Records foram fechados, rev. Jesse Jackson administrou a cerimônia. A banda de curtis os "Kingpins" tocaram "Soul Serenade".
Entre os presentes estavam; Aretha Franklin, Cissy Houston, Brook Benton, Duane Allman e Stevie Wonder. King Curtis foi enterrado no West Gallery of Forsythia Court Mausoleum no Pinelaw Memoria Park em Farmingdale, New York, o mesmo cemitério que guarda os "jazz greats" Count Basie e John Coltrane...

Fonte: Wikipédia
Tradução: Iben Ribeiro
King Curtis - Soul Serenade



quinta-feira, 13 de outubro de 2011

The Grease Band - The Wild Side of Life 1971


Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

Pacific Gas & Eletric - Are You Ready


Palcovivo Rockdivision 2011
Rock é Cultura

King Curtis - Um saxofone a serviço do rock



Curtis Ousley ( fevereiro 7, 1934 - agosto 13,1971), que usava no palco o nome de King Curtis,era um saxofonista americano, virtuoso, conhecido por seu trabalho nas áreas do R&B, rock and roll,soul, jazz e soul jazz.. Trabalhou como bandleader, membro de banda e músico de estúdio. Ele foi também diretor e pro-
dutor musical. Adepto do sax tenor, alto e soprano, é mais conhecido pelos riffs e solos, como na música" Yaket Yak", que mais tarde foi a inspiração para Boots Randolph e seu " Yaket Sax" e também para o tema de Curtis "Memphis Soul Stew".
King Curtis começou a tocar saxofone aos 12 anos em Fortworth area. Ele demonstrou interesse em vários gêneros musicais como jazz, R&B, e música popular. Como estudante de música, ele não se utilizou de métodos academicos, mas optou por se juntar a banda de Lionel Hampton.
Durante esse período foi capaz de aprender a escrever e arranjar música, e tocar guitarra. Em 1952 curtis decidiu se mudar para New York, e começou a trabalhar como músico de estúdio para vários selos como Prestige, Enjoy, Capitol e ATCO. Ele gravou com Nat Adderley, Winton Kelly, Buddy Holly e Andy Willians.
Estilisticamente curtis se inspirou em saxofonistas como Lester Young, Louis Jordan, Illinois Jacquet Earl Bostic e Gene Ammons. Conhecido pelo seu estilo sincopado e percussivo, era ao mesmo tempo versátil e explosivo como músico. Ele reuniu um grupo durante o período como músico de estúdio que íncluia Richard Tee, Cornell Dupree, Jerry Jemmott e Bernard Purdie. King Curtis gostava de tocar jazz e rock, mas decidiu, se quisesse fazer um bom dinheiro, teria que ser como músico de rock.
Dos anos 50 até o meio dos anos 60 ele trabalhou como músico de estúdio, gravando sob seu própio nome, como para outros artistas como os Coasters, com os quais ele gravou Yaket Yak. Buddy Holly contratou-o para trabalhos no estúdio. Durante esse período eles gravaram " Reminiscing". Buddy escreveu essa música, mas deu a curtis créditos de compositor. Seus maiores sucessos neste período foram "Soul Twist" e "Soul Serenade".
Em 1965 ele se mudou para a Atlantic Records, e gravou seus hits de maior sucesso; "Memphis Soul Stew" e "Ode to Billie Joe". Ele trabalhou com os Coasters e liderou a backin' band de Aretha Franklin, os Kingpins. Os kingpins abriram o clássico show dos Beatles no Shea Stadium. Curtis produziu discos, as vezes trabalhando com Jerry Wexler e gravando com a Groove Records.
Fim da part 1...

Fonte: Wikipédia
Tradução: Iben Ribeiro

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O blog está voltando à ativa,aguardem novos posts.





the grease band era a backin' band de joe cocker.
Quando cocker troca de banda eles decidem per-
manecer juntos e gravam o clássico The Grease
Band q saiu em 1971....
The Grease Band tocando "Let it be gone"